Um guia completo dos bairros de Lyon

Posted on

Lyon, uma das maiores e mais importantes cidades da França, possui diversos bairros e distritos, cada um com seus destaques e encantos. Ao visitar pela primeira vez, certifique-se de se familiarizar com os nove arrondissements (distritos) de Lyon, numerados de 1 a 9. Familiarizar-se com eles antes da viagem permitirá que você se locomova com facilidade e forme uma imagem mental dos principais pontos da cidade. destaques conforme você prioriza o que ver e fazer. Continue lendo para uma visão geral de cada bairro e seus destaques.

Place des Terreaux e Prefeitura

Um guia completo dos bairros de Lyon

O 1º arrondissement ocupa grande parte do atual centro da cidade de Lyon, ostentando numerosos locais importantes para a vida local e para o turismo. Situada na parte norte da ilha natural conhecida como Presqu’ile (entre os rios Ródano e Saône), a área fica ao sul do bairro Croix-Rousse (4º arrondissement); Old Lyon e Fourviere ficam a sudoeste. As linhas A e C do metrô atendem a área, sendo a parada mais conveniente o Hôtel de Ville-Louis Pradel.

O que fazer:  O coração da região é a elegante Place des Terreaux, com seus edifícios neoclássicos, uma fonte do escultor Bartholdi, Museu de Belas Artes, restaurantes e movimentadas esplanadas de cafés. No lado leste da praça, você verá a ornamentada Prefeitura do século XVII. Não deixe também de visitar a Ópera de Lyon, que combina uma base do século XIX e um telhado abobadado futurista projetado pelo arquiteto Jean Nouvel.

Praça Bellecour e Confluências

Estendendo-se desde a parte inferior do Presqu’ile entre os dois rios de Lyon, em direção ao sul até a área de Confluências onde o Ródano e o Saône se encontram, o 2º arrondissement cobre uma parte vibrante do centro da cidade, repleta de bairros comerciais, uma praça grandiosa, restaurantes, teatros e estilos arquitetônicos notavelmente diversos. Para chegar lá, pegue o metrô linha A até Cordeliers ou Perrache; esta última é uma das duas principais estações de trem/TGV da cidade.

O que fazer:  Comece pela enorme Place Bellecour, a maior praça da Europa; é agraciado com uma estátua equestre do “Rei Sol” Luís XIV. A partir daqui, explore ruas como a Rue de la Republique e a Rue Victor Hugo, repletas de lojas, cafés e restaurantes globais. O Theatre des Celestins é um dos teatros mais antigos da França, situado na atraente Place des Celestins. Por fim, siga para o sul para ver as coleções de história natural (e arquitetura futurista) no Musee des Confluences.

Mercado Part Dieu e Les Halles

Pode não ser o bairro mais bonito de Lyon, mas o 3º arrondissement tem muito a oferecer aos viajantes internacionais, especialmente a qualquer pessoa interessada em comida, vinho e vida no mercado local. Localizada a leste de Presque’ile, do outro lado do Ródano, a área é frequentemente considerada o segundo centro da cidade de Lyon e abriga a movimentada estação ferroviária Part-Dieu. É um excelente centro para turistas que chegam ou partem de Lyon, com centros comerciais, um dos melhores mercados de alimentos cobertos da França e uma vibração contemporânea e movimentada. A área é servida por várias linhas de metrô e bonde, e o bonde/ônibus do aeroporto Rhoneexpress também para em Part-Dieu.

O que fazer:  Reserve algumas horas para passear pelo Halles de Lyon-Paul Bocuse, um mercado coberto que leva o nome do falecido e célebre chef e conta com dezenas de barracas que vendem de tudo, desde produtos frescos locais a queijos, pão, chocolate, e vinhos. Existem vários bons restaurantes dentro e ao redor do mercado também. Entretanto, dirija-se ao caminho ribeirinho conhecido como Berges du Rhone para um longo passeio com vista para a cidade ou para uma bebida na cobertura de um peniche (barco-café/bar).

Croix Rousse

Situado ao norte do centro da cidade, no 1º distrito, o Croix-Rousse (4º arrondissement) é um dos bairros mais coloridos e artísticos de Lyon, combinando a história industrial da cidade com a vida local atual. Quando Lyon era um centro global de produção de seda, o bairro albergava inúmeras oficinas de trabalhadores da seda, evidenciadas pelas passagens (traboules) que ligavam os edifícios ao centro da cidade, permitindo aos trabalhadores transportar materiais e mercadorias para o mercado. Chegue lá caminhando a partir da área de Fourvière ou pegue a linha C do metrô até a parada Croix-Rousse.

O que fazer:  Comece na Place de la Croix Rousse (a praça central da área) e explore as ruas sinuosas, os mirantes panorâmicos e os cafés, lojas e restaurantes movimentados e descontraídos. Em muitos aspectos, o bairro parece uma aldeia independente. Não deixe de ver o Mur des Canuts, um mural trompe-l’oeil vertiginoso que captura a história dos trabalhadores da seda da região, e locais icônicos como o Theatre de la Croix-Rousse, um teatro com uma impressionante fachada da década de 1920.

Velha Lyon e Fourvière

Coração histórico da Lyon galo-romana e medieval, o 5º arrondissement se estende ao longo da margem esquerda do rio Saône até as alturas montanhosas da Basílica de Fourvière. Esta é uma área onde a maioria dos turistas vai querer passar muito tempo, pois está repleta de atrações populares, arquitetura de tirar o fôlego e mirantes pitorescos sobre a cidade. Pode ser facilmente alcançado pela linha D do metrô (estação Vieux Lyon).

O que fazer:  Depois de visitar a Catedral de Saint-Jean, do século XII, explore as ruas sinuosas repletas de restaurantes e lojas, belos caminhos ribeirinhos e pontes ao longo do Saône, e edifícios da era renascentista em tons quentes de Vieux Lyon, com suas passagens secretas. (traboules). Em seguida, pegue um dos dois trens funiculares subindo a colina Fourvière para explorar a Basílica e seus mirantes panorâmicos, bem como o museu galo-romano e arenas antigas.

Parque da Tête d’Or

O 6º arrondissement é uma área rica e predominantemente residencial localizada a nordeste do centro da cidade, na margem direita do rio Ródano e ao norte do 3º arrondissement e da área Halles de Lyon/Part Dieu. Repleto de edifícios residenciais e mansões do século XVIII, passarelas imponentes sobre o Ródano e o maior parque central da cidade, o 6º oferece elegância e ar fresco. Pegue a linha A do metrô até as paradas Foch ou Massena para chegar lá de transporte público.

O que fazer:  Depois de cruzar uma das pontes sobre o Ródano até a 6ª (a passarela Passerelle du College oferece perspectivas especialmente pitorescas), caminhe em direção ao norte até o Parc de la Tete d’Or, o maior espaço verde urbano da França. O parque de estilo romântico apresenta ruas arborizadas e trilhas para caminhada, lagos e grutas artificiais e muita grama para um piquenique preguiçoso.

Distrito Universitário e Parc Blandan

Um dos bairros mais recentes de Lyon, o 7º arrondissement, com visão de futuro, é o lar de várias universidades, alguns dos quais com edifícios imponentes que têm vista para as margens do Ródano e para os seus percursos pedestres e de ciclismo repletos de vegetação. Está situado a sudeste do centro da cidade e é facilmente acessível a pé a partir do centro da Place Bellecour (atravessando a Pont de la Guillotière) ou de metrô (linha B ou C).

O que fazer:  Explore o Distrito Universitário, com sua vida estudantil descontraída, cafés e diversas opções de comida de rua nas proximidades da Rue de Chevreul e da Rue de Marseille. O caminho ribeirinho de Berges du Rhone oferece quilômetros de trilhas para caminhada e ciclismo, enquanto o exuberante Parc Blandan é outro dos espaços verdes mais encantadores da cidade. Por fim, pare no Centre d’Histoire de la Resistance et de la Deportation (CHRD), um museu e centro memorial que explora a história de Lyon durante a Segunda Guerra Mundial.

Instituto Lumière

O 8º arrondissement é um bairro vibrante e tradicionalmente da classe trabalhadora localizado a leste do centro da cidade, fazendo fronteira com o 7º e o 3º distritos. Uma das áreas mais recentes a ser incorporada em Lyon, tem um toque contemporâneo e diversificado, e as ligações de transporte para a cidade são excelentes (através da Linha D do Metro ou da Linha T2 do Eléctrico nas estações Sans-Souci e Monplaisir-Lumiere, entre outros). As acomodações aqui são geralmente mais baratas do que no centro da cidade, tornando-se uma boa opção para viajantes preocupados com o orçamento.

O que fazer:  O Institut de Lumiere é imperdível para fãs de cinema e cinéfilos, com uma coleção focada na história do cinema e nas contribuições dos irmãos Lumiere, nativos de Lyon e pioneiros do cinema. Está situado no subdistrito conhecido como Montplaisir.

Lugar Valmy e Ile Barbe

Finalmente, o 9º arrondissement é um bairro residencial e verde localizado a cerca de 6,4 km a noroeste do centro da cidade, situado acima da parte antiga de Lyon e adjacente ao distrito de Croix-Rousse (4º arrondissement). Oferece boas ligações de transportes públicos para as principais atracções de Lyon (da linha D do metro nas estações Gorge de Loup, Valmy e Gare de Vaise). Pode ser uma boa opção se você estiver procurando por acomodações econômicas ou quiser ter um gostinho mais tranquilo da vida local.

O que fazer:  O 9º possui charmosas trilhas para caminhadas e ciclismo à beira do rio ao longo das margens do Saône, além de espaços verdes exuberantes, como a Ile Barbe, uma ilha natural no Saône que abriga um mosteiro do século V. A zona da Place de Valmy (onde pode apanhar o metro para o centro da cidade) também merece uma rápida visita, com as suas lojas, restaurantes e fácil acesso aos caminhos ribeirinhos.